Desafios da acessibilidade no turismo. Live com Ricardo Shimosakai e Heider Danilo de Oliveira.

Man climbs CN Tower steps in wheelchair

Escrito por Ricardo Shimosakai

29 de outubro de 2021

Desafios da acessibilidade no turismo. Esta live foi iniciativa da Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), para abordar o turismo acessível, pensando na formação de seus alunos, principalmente aqueles que estão cursando a graduação em turismo da universidade. Foram convidados para compartilhar suas experiências, Heider Danilo de Oliveira e Ricardo Shimosakai.

A live contou com a mediação da professora Silvaci Gonçalves Santiano Rodrigues, professora de Geografia na UNEMAT, graduada em Licenciatura em Geografia pela Universidade Estadual de Goiás. Possui também especialização em Recuperação de Áreas degradadas pela Fundação Educacional Anicuns – Faculdade de Anicuns-GO e Mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Goiás.

A acessibilidade no turismo passa por vários desafios, principalmente pela falta de informação sobre o tema. Há poucos lugares de formação, inclusive nas faculdades e cursos específicos. Então sem profissionais capacitados, o desenvolvimento do turismo acessível acaba sendo bastante difícil.

Ricardo Shimosakai é um profissional especialista em acessibilidade, inclusão e turismo. Bacharel em Turismo pela Universidade Anhembi Morumbi/ Laureate International Universities, trabalha desde 2004 na área. Membro do Instituto Iberoamericano de Turismo Accesible, SATH (Society for Accessible Travel and Hospitality), ENAT (European Network for Accessible Tourism), organizações internacionais de turismo acessível. Consultor, palestrante internacional e docente em cursos de Pós Graduação e MBA na Faculdade Roberto Miranda. Criou a Turismo Adaptado e organizou didaticamente o conceito de Acessibilidade Funcional, onde ensina em seus cursos online.

Ricardo iniciou a live falando sobre como o turismo acessível pode trazer grandes retornos financeiros para quem aplica a acessibilidade e a inclusão de forma correta. Por exemplo, em uma pesquisa da Universidade de Surrey encomendado pela Comissão Europeia, os viajantes na UE que necessitaram de acesso especial, seja por meio de deficiência ou idade, realizaram 783 milhões de viagens na região em 2012, contribuindo com 394 bilhões de euros e 8,7 milhões de postos de trabalho para a economia europeia.

No Brasil também é possível encontrar casos de sucesso para o turismo acessível, como é o exemplo do Parque dos Sonhos, um hotel fazenda na cidade de Socorro, interior do estado de São Paulo. É um complexo turístico onde foi estudado e implantado recursos de acessibilidade para todos os tipos de deficiência, base do sucesso do empreendimento.

Este sucesso se deve também, pela responsabilidade em procurar profissionais qualificados para orientar nas adaptações corretas, e capacitas os funcionários do local para um atendimento inclusivo. Muitos lugares falham, e acabam perdendo tempo e dinheiro, por não dar a devida importância para a acessibilidade, e acabam tentando achar soluções fáceis pela internet sem checar sua real funcionalidade. Ricardo comenta, que até mesmo existem pessoas que se apresentam como profissionais especializados em acessibilidade, mas que às vezes só estudaram bastante a norma, mas que na verdade não conhece a acessibilidade na prática, ou muito menos os hábitos, preferências e dificuldades das pessoas com deficiência e mobilidade reduzida.

Ricardo ainda citou alguns episódios que podem ser acompanhados em mais detalhes, clicando no link dos assuntos. A demora para o desembarque de pessoas com deficiência das aeronaves, e a forma criada para resolver esse problema, criando rampas de acesso quando o embarque ou desembarque é feito na pista do aeroporto. A importância da acessibilidade com autonomia, onde a pessoa com deficiência pode se locomover ou realizar atividades, sem precisar da ajuda de terceiros. Comenta que a acessibilidade precisa ser desmistificada, pois ela é uma facilidade que pode atender a todos, e não somente pessoas com deficiência, como é o caso do elevador. Mostrou a importância dos guias de turismo, capacitados para atender o turista com deficiência de forma inclusiva, segura e confortável, e citou o trabalho de capacitação de guias de turismo em Bonito, no Mato Grosso do Sul. Nesse mesmo assunto, passou a vez para Heider.

Heider Danilo de Oliveira é Bacharel em Turismo pela Faculdade Fafire, Guia de Turismo especializado em Libras e Audiodescrição credenciado pelo Ministério do Turismo atuando desde 1990. Professor Tradutor-intérprete em Libras em cursos de graduação e pós-graduação, eventos de grande porte, congressos, comerciais de tv, teatro, palestras, entre outros. Audiodescritor pela Universidade Federal de Pernambuco. Atende também a turistas no idioma Alemão, Inglês, Espanhol e Esperanto, prestando serviços para turistas vindos de Cruzeiros, agências receptivas, solicitações privadas em diferentes setores do turismo. Coordenador Guest-service em Hotel Resort do litoral sul de Pernambuco.

Heider comentou que turistas surdos, muitas vezes são obrigados a viajar com acompanhantes, que possam fazer a interpretação da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), ou com colegas oralizados e que saibam leitura labial. Isso devido a falta de profissionais capacitados, como foi falado no começo. Explicou que a língua de sinais possui diferenças, entre países, onde geralmente cada país tem sua língua de sinais própria, e mesmo dentro do país, como é no Brasil, existem regionalismos da língua, que no caso são os sinais, assim como acontece na língua falada, onde um mesmo produto pode ser chamado de diferentes formas, dependendo da região.

Na sua apresentação, mostrou seu trabalho como guia de turismo, visitando diferentes destinos, acompanhado turistas com deficiência. Utiliza de recursos materiais e operacionais para atender as necessidades do turista, como Braille, Audiodescrição e Libras. Também fez um tour sensorial entre Recife, Olinda e Porto de Galinhas, aonde também ofereceu várias experiências táteis para turistas cegos.

Deu dicas de aplicativos voltados para a acessibilidade, que auxiliam bastante em viagens e também no cotidiano. Para pessoas cegas, o Audifoto, Whatscine e Be My Eyes ajudam principalmente através da audiodescrição. Para pessoas surdas, o Vlibras, Hand Talk e Spread The Sign, auxiliam na questão da língua de sinais. Alguns desses podem ser encontrados no artigo 10 aplicativos para acessibilidade. No final, reforçou ainda a importância de materiais táteis, como maquetes impressas em 3D, onde o cego pode reconhecer a grandiosidade de um templo ou outra edificação, e também os detalhes de esculturas ou outros tipos de objetos.

Confira abaixo a live completa:

Compartilhe acessibilidade

Ajude outras pessoas a se manterem atualizadas com nosso conteúdo voltado para a acessibilidade

Acessibilidade e inclusão

Exclusão, segregação, integração ou inclusão. Saiba o que realmente você pratica. A verdadeira inclusão elimina barreiras e permite a participação de todas as pessoas. Assista a palestra e leia o artigo em https://ricardoshimosakai.com.br/exclusao-segregacao-integracao-ou-inclusao/

#pracegover #pratodosverem Grupo de 12 pessoas posa para foto, na fileira de frente 4 pessoas, sendo 3 cadeirantes, incluindo Ricardo Shimosakai. Na fileira de trás, 8 pessoas vestidas de trajes típicos da Alemanha.

#ricardoshimosakai #turismoadaptado #pessoacomdeficiência #acessibilidade #inclusao #accessibility #accesibilidad #acessibilidadefuncional #wabtec #equidade #diainternacionaldapessoacomdeficiência #integração #segregação #exclusão #igualdade
...

15 0

¡La discapacidad no tiene edad! Existe la idea errónea de que solo las personas mayores necesitan apoyo de movilidad. Pero hoy en día hay muchos jóvenes usando bastones, andadores o sillas de ruedas. La mayoría de las veces se debe a una enfermedad que puede afectar a personas de todas las edades.
Ardra, Lisa y Kelly son tres mujeres jóvenes notables que bloguean sobre su vida con una enfermedad crónica como la esclerosis múltiple (EM), el Síndrome de Ehlers Danlos (EDS) y la Ataxia de Friedreich (FA). Comparten momentos difíciles pero también hermosos, lo que dicen las personas y cómo reaccionan ante su discapacidad o lo que los mantiene en marcha, tanto en sentido figurado como literal. ¡Las ganas de vivir es su motivación... por dura que a veces sea la situación!
Como hay cosas que para ellas son más complicadas de hacer, compartir sus experiencias las ofrece una salida de escape. ¡Y las tres pueden escribir! Conócelas y lee sus comentarios sobre como Rollz Motion les ayuda a conseguir sus objetivos personales. ¡Toda una lección de superación personal! https://rollzing.com/la-discapacidad-no-tiene-edad/ #esclerosiseme #accesibilidaduniversal #enfermedadesneurológicas #enfermedadesneuromusculares #esclerosismultiple #esclerosismúltiple #esclerosislateralamiotrofica #unadecadamil #ictus #fibromialgia #distrofiamuscular #miasteniagravis #ms #artritisreumatoide #parkinson #ehlersdanlossyndrome #espinabifida #encefalomielitismialgica #ataxiadefriedreich #fisioterapiadeportiva #rehabilitacion #movilidadreducida #turismoinclusivo #viajarconsilladeruedas #turismoadaptado #turismoaccesible #rollz #rollzmotion
...

194 10

Como você se saiu no desafio de hoje?

#libras #linguadesinais #librasaocubo #amolibras #aprenderlibrastransforma #acessibilidade #empatia #soulibrasaocubo #sinaisemlibras #librasparatodos
...

299 40

Sob o comando do presidente jairmessiasbolsonaro, o Governo Federal publicou ontem, dia 04, o Decreto 11.063/22, que regulamenta a Lei 14.287, para estabelecer os critérios e os requisitos para a compra de veículos por pessoas surdas e com deficiência.

Parabenizo, em conjunto, o secretário Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, claudiopanoeiro, pelo excelente trabalho realizado.

O limite para a compra passou de R$70.000,00 para R$200.000,00.

Parabéns, presidente, por mais uma vez comprovar o seu compromisso com a acessibilidade e inclusão de todos os brasileiros.

#acessibilidade #inclusao #bolsonaro #presidentebolsonaro #ninguémficapratrás #fechadocombolsonaro
...

1758 84

Valeu João Vitor, esse sorrisão 😃 diz tudo. Sua G2 ♿️da smartcadeiraderodas ficou lindona 💙 👊💥

#somosilimitados #mobilitybrasil #cadeiraderodas #tecnologiaassistiva #acessibilidade #inclusão #pessoacomdeficiência #desenhouniversal #universaldesign #accesibilidad #accessibility #deficiencia #personswithdisability #wheelchair #silladeruedas #discapacidad #diversidade #acessibilidadefuncional #pessoascomnecessidadesespecificas

#paratodosverem O João Vitor está sentado em sua cadeira de rodas novas, uma G2 da Smart. A cadeira de rodas é branca com garfos dianteiros azuis. Ele está de moletom escuros, calça jeans e tênis. Ele usa óculos e tem os cabelos escuros e curtos também. O sorriso do João se destaca na foto! Ele está na nossa loja da Mobility, ao fundo temos uma parede amarela e uma cadeira em cima de um púlpito com luz azul, clareando o chão. E uma porta branca, estilo colonial com vidros.
...

222 6

💚💛💙
Muita adrenalina de BONDADE entre Motociclistas com seus cavalos de aço e seus Garupas PRA LÁ DE ESPECIAIS…

Edição Daniel Brito
d44n_brito
...

20 2

Você pode gostar……

Live com THAIS TELES

Live com THAIS TELES. Criadora da revista eletrônica Cuvitando, atenta às questões da diversidade, incluindo a pessoa com deficiência.

ler mais

Live com AMANDA RIBEIRO

Live com AMANDA RIBEIRO. A luta para capacitar a sociedade para bem atender as pessoas com o Transtorno do Espectro Autista.

ler mais

Seus comentários são bem-vindos!

0 comentários

Enviar um comentário

" });