Demanda da pessoa com deficiência maior que a acessibilidade

Man climbs CN Tower steps in wheelchair

Escrito por Ricardo Shimosakai

8 de novembro de 2023

Demanda da pessoa com deficiência. A acessibilidade vem sendo construída aos poucos na sociedade. Eu me lembro que em 2001, quando eu adquiri a deficiência, quando levei um tiro num sequestro relâmpago, que a oferta da acessibilidade ainda era pouca, era difícil encontrar pessoas com deficiência caminhando pelas ruas, comendo em um restaurante, assistindo uma peça de teatro ou realizando qualquer atividade que todos estão acostumados a fazer.

Com a pouca demanda da pessoa com deficiência, os locais e serviços não se preocupavam em se adaptarem para serem acessíveis e inclusivos. Mas a luta pelos direitos foi crescendo, e cada vez mais a pessoa com deficiência buscando seu espaço e sendo notada, aos poucos a acessibilidade ia melhorando.

Alguns movimentos importantes ajudaram a colocar a pessoa com deficiência em evidência, como as Paralimpíadas, programas de televisão como novelas que sempre tinham uma pessoa com deficiência, mesmo que representada por um ator, matérias em revistas, entrevistas na televisão e palestras em eventos, além dos milhares de perfis na internet, foram uma grande vitrine para mostrar quem são as pessoas com deficiência, e mostrar que a demanda da pessoa com deficiência é grande, e que ações precisam ser tomadas para adequar isso.

Mas essas melhorias aconteciam a passos lentos, e a oferta da acessibilidade ainda era mínima. Geralmente, a acessibilidade era oferecida de forma unitária, ou seja, um espaço para cadeira de rodas no teatro, um ônibus urbano adaptado por linha, uma vaga de estacionamento acessível, apesar da demanda da pessoa com deficiência ser de milhões, de acordo com o Censo do IBGE.

Demanda da pessoa com deficiência

As coisas foram melhorando em alguns setores. Por exemplo, hoje em dia, praticamente todos os estabelecimentos comerciais, pelo menos aqueles de grande porte como shopping centers, prédios comerciais, universidades, já possuem o mínimo de vagas de estacionamento acessíveis exigidas por lei. Mas a busca da pessoa com deficiência pela participação na sociedade teve uma aceleração, mas infelizmente a oferta não tem acompanhado esse crescimento.

Isso ficou muito claro, quando eu fui assistir um show da banda Titãs no Allianz Parque. Em cada dia de apresentação, eram uma média de 50 mil pessoas, foi um total de 300 mil. O estádio já foi construído pensando na acessibilidade, mas para uma apresentação de uma banda de rock, era necessário algumas adaptações físicas e operacionais.

Havia um palco elevado para dar melhor visibilidade às pessoas com deficiência, porém quando eu cheguei, ele já estava lotado, mesmo tendo chegado com certa antecedência. Convenhamos que o tamanho do palco era pequeno proporcionalmente à capacidade de público do local. Então o bombeiro me ofereceu ficar na parte da arquibancada, que também era elevada, apesar de um pouco mais distante. Esse local já faz parte da estrutura do estádio.

Ao chegar lá, fiquei surpreso ao encontrar mais de 15 pessoas em cadeira de rodas, somente naquela parte da arquibancada, pois existem outros espaços acessíveis no estádio. Essas experiências me fizeram perceber que a demanda da pessoa com deficiência está muito alta, e agora apesar de existirem ofertas de acessibilidade, ela já não está mais dando conta em algumas situações. É o momento para rever os conceitos de acessibilidade e inclusão, aliás isso deve ser feito periodicamente, caso contrário, aquilo que era bom um dia, pode ficar ultrapassado. Eu já escrevi um artigo sobre isso, um hotel que era referência em acessibilidade, mas ficou ultrapassado por não acompanhar a evolução da acessibilidade.

A percepção da demanda da pessoa com deficiência, mais uma de minhas experiências pessoais, além de intensas troca de idéias e informações com outras pessoas com deficiência, me dão condições de estar atualizado para oferecer as melhores e atualizadas soluções de acessibilidade que passo em minha consultoria de acessibilidade. Isso também reflete diretamente no conteúdo dos meus cursos, pois sempre atualizo o conteúdo deles.

Os treinamentos que ministro e minhas aulas, tudo o que eu ofereço é atualizado, com base na prática, pois sempre digo que muitas leis e normas são desatualizadas, e até serem atualizadas, essa atualização já chegam desatualizadas, por problemas burocráticos. Você pode ter uma amostra disso no meu perfil do Instagram e no canal do YouTube, pois post informações com frequência, e tudo muito relevante e atual.

 

Compartilhe acessibilidade

Ajude outras pessoas a se manterem atualizadas com nosso conteúdo voltado para a acessibilidade

Curso Online
Comprar Acervo Digital

Você pode gostar……

Seus comentários são bem-vindos!

0 comentários

Enviar um comentário

" });