Acessibilidade nas faculdades de Arquitetura. Desenho Universal passa a ser obrigatório.

Man climbs CN Tower steps in wheelchair

Escrito por Ricardo Shimosakai

31 de maio de 2021

Acessibilidade nas faculdades de Arquitetura. A partir de 2021, o Desenho Universal passa a fazer parte das matrizes curriculares das Instituições de Ensino Superior, como conteúdo obrigatório. A recomendação é que isso não seja uma disciplina isolada, mas que integre diferentes disciplinas, pensando no aperfeiçoamento da qualificação profissional do formando. Leia AQUI o Despacho do Ministério da Educação (MEC) com relação à essa questão.

A acessibilidade no Brasil é pouco desenvolvida, pela falta de profissionais qualificados, que são consequência de um ensino que não considera este assunto como essencial. Todos os cursos de todas as instituições de ensino superior deveriam ensinar sobre acessibilidade e inclusão, pois posteriormente em sua vida profissional, este profissional será cobrado, porque as leis exigem que a acessibilidade seja feita. E caso não seja feita com qualidade, isso também poderá causar problemas, por isso não vale a pena ignorar esse assunto.

Mas e há docentes capacitados para ensinar o que é desenho universal? A maioria das faculdades de arquitetura e urbanismo, passam o básico e de forma muito objetiva o que é acessibilidade. Tenho a certeza disso, baseado em relatos de estudantes desse curso.

Outra questão é, o arquiteto tem que ficar preso às medidas específicas das normas? Grande parte, não entende o que é acessibilidade, o que fazem é usar a ABNT NBR 9050 como uma “cola”, sem pensar na funcionalidade daquele ítem. É o que eu chamo de Acessibilidade Funcional.

 

Banner comprido horizontal do Curso Online Acessibilidade e Inclusão
 

Eu dou aula no curso de Pós-Graduação em Arquitetura Hoteleira da Faculdade Roberto Miranda, uma instituição de ensino que preza pela qualidade do aprendizado do aluno. Um pensamento que o Reitor me disse quando convidou a dar aula, é que eles não querem somente ensinar, mas sim que o aluno aprenda.

Apesar da arquitetura ser bastante guiada por medidas e regras, é preciso de algo mais humanizado, que o profissional entenda a necessidade do cliente, e que use as normas como um apoio, da avaliação funcional que ele fez do ambiente. Acredito que muitos arquitetos façam isso para um modelo de arquitetura convencional, porém são poucos que conhecem as pessoas com deficiência, suas necessidades, preferências e hábitos.

Modéstia à parte, meu Curso Online Acessibilidade e Inclusão, foi pensado para resolver todos esses problemas citados. O que eu ensino é fundamental para ter um bom resultado, e vai fazer você passar a ter o raciocínio da acessibilidade, ao invés de copiar e colar normas. Novamente reforçando, o arquiteto que sai da faculdade sem saber fazer um projeto impecável de acessibilidade, não é um profissional, e com certeza irá enfrentar problemas, pois as leis exigem isso, e aos poucos o comércio e a sociedade, também estão. Entre na página do curso, e veja todos os benefícios que ele oferece.

Compartilhe acessibilidade

Ajude outras pessoas a se manterem atualizadas com nosso conteúdo voltado para a acessibilidade

Acessibilidade e inclusão

Me identifiquei bastante com o que @raizacostaofficial disse no canal do YouTube Mais que 8 minutos de @rafinhabastos. Os brasileiros são muito carinhosos, mas por trás escondem uma falta de respeito enorme.

#pracegover #pratodosverem video mostra Raiza Costa sentada numa cadeira à esquerda e Rafinha Bastos sentado à direita, com uma mesa ao centro, e uma grande janela atrás, mostrando os prédios de Nova York

#ricardoshimosakai #turismoadaptado #pessoacomdeficiência #acessibilidade #inclusao #accessibility #accesibilidad #acessibilidadefuncional #rafinhabastos #raizacosta #maisque8minutos #faltaderespeito #desrespeito #respeito
...

69 11

¡¡¡¡EMPEZAMOS UN MES DE PELÍCULA!!!! 🎉♿⛰️
-
La semana pasada apunt_media nos acompañó en una de nuestras rutas accesibles. ¿Has visto el reportaje?
-
LINK EN LA BIO⬆️⬆️⬆️🎞️🎥
-
¡¡¡Y a partir del lunes SE VIENEN MUCHAS SORPRESAS!!!
-
¿Te imaginas a algún ayuntamiento subvencionando nuestras rutas inclusivas para que sean GRATUITAS? 😊❤️🙏🏽
-
¡VA A PASAR!
-
¡¡¡¡LA SEMANA QUE VIENE TE LO CUENTO TODO!!!! 😝
-
#turismoadaptadov3 #somosv3 #viajesaccesibles #rutasaccesibles #sierradecalderona #turismoinclusivo #turismoaccesible #turismoadaptado #Valencia #olocau #silladeruedas #discapacidad #diversidadfuncional #movilidadreducida #disability #wheelchair #àpuntmèdia #inclusion #freedom #sinlímites #sinbarreras #accesibility #tetraplegic #wheelies #comunitatvalenciana #television #repost #reportaje #wheelchairlife #puravida
...

207 1

Estudo arquitetônico de uma residência adpatada para PCD #casaestreita #pcd #acessibilidade
➕ arquitetapage
Estudo: marismerk
.
.
.
#arquitetapage #aprendizdearquitetura #aprendarquitetura #arquiteta #arquiteto #arquiteturaeurbanismo #arquiteturadeinteriores #projetoarquitetonico #croquis #estudantedearquitetura #arquitecto #desenho #arqui #arquitetura #archi_students #arch_sketch #archisketcher #arch_grap #architecturestudent #arquitectura #arquitect #architecturelovers #desenhodeinteriores #architecture
...

661 3

Repost from advogadodosautistas

Olá, queridos amigos e seguidores! O post de hoje traz 5 coisas que não se deve dizer à pessoas autistas, o intuito principal é o de priorizar o desenvolvimento de suas potencialidades.

1) Dizer “Você não consegue”. Frases como essa, ouvidas por pessoas com TEA e possuem um entendimento mais literal do que é dito, podem atrapalhar o desenvolvimento de algumas habilidade, em especial relativas à motricidade básica, pois acharam que não são capazes de abrir uma embalagem, por exemplo;

2) Prometer e não cumprir. A partir do momento de promessas recorrentes como artificio para que as crianças tenham determinadas condutas, é normal que elas percam a confiança no interlocutor;

3) Responder pela criança. Em situações de conversação, ao invés de responder pela criança, incentiva a responder no tempo dela. Caso ela seja não-verbal você pode dá-la cards, pulseiras e fichas para utilizar na comunicação;

4) Perguntar sem dar opções. Por exemplo, perguntar “filho, você quer almoçar?”, a criança vai compreender que há a opção de dizer não a essa atividade cotidiana importante que ela necessita fazer. Substitua por gerar opções viáveis, por exemplo ” filho, você prefere frango ou peixe no almoço hoje?”;

5) Dizer mentiras. Mentiras como “Não vai demorar essa viagem”, “não vai doer essa vacina”, “Você vai gostar do seu primeiro dia de aula”. Mais uma vez, a quebra de expectativa gera ansiedade e decepção na criança.

Qual dica vocês gostariam de deixar por aqui? Compartilhem com seus contatos!

Romeu Sá Barreto de Oliveira

Advogado - Palestrante - Coautor de Livros sobre Direito dos Autistas - Coautor do PL 3768/2020 - Coautor de Vários Projetos de Leis sobre Centros de Referência - Criador do Curso Direito dos Autistas de A a Z e claro, PAI DE AUTISTA.

Advocacia especializada em Direito dos Autistas

Fonte: https://bit.ly/3Pl9hk1

#salvador #bahia #direito #direitodosautistas #TEA #inclusao
...

405 14

Valeu João Vitor, esse sorrisão 😃 diz tudo. Sua G2 ♿️da smartcadeiraderodas ficou lindona 💙 👊💥

#somosilimitados #mobilitybrasil #cadeiraderodas #tecnologiaassistiva #acessibilidade #inclusão #pessoacomdeficiência #desenhouniversal #universaldesign #accesibilidad #accessibility #deficiencia #personswithdisability #wheelchair #silladeruedas #discapacidad #diversidade #acessibilidadefuncional #pessoascomnecessidadesespecificas

#paratodosverem O João Vitor está sentado em sua cadeira de rodas novas, uma G2 da Smart. A cadeira de rodas é branca com garfos dianteiros azuis. Ele está de moletom escuros, calça jeans e tênis. Ele usa óculos e tem os cabelos escuros e curtos também. O sorriso do João se destaca na foto! Ele está na nossa loja da Mobility, ao fundo temos uma parede amarela e uma cadeira em cima de um púlpito com luz azul, clareando o chão. E uma porta branca, estilo colonial com vidros.
...

223 7

Você pode gostar……

Seus comentários são bem-vindos!

0 comentários

Enviar um comentário

" });